top of page
  • Foto do escritorespaco horizonte

Grace's: um restaurante londrino, em Belo Horizonte




O chef britânico Yousef Nayla acaba de inaugurar sua primeira casa na cidade, em um formato inspirado nos restaurantes da capital da Inglaterra e com sabores surpreendentes.


Uma parte é mineira, uma é iraquiana, outra é inglesa e o restante tem pinceladas de todo o mundo. Este é o Grace’s Cozinha, o restaurante que Yousef Nayla acaba de abrir em Belo Horizonte, no bairro de Lourdes. Natural de Londres, o chef inaugurou uma casa que muito bem poderia figurar na capital britânica, com insumos de altíssima qualidade, um apuro técnico refinado, apresentações que privilegiam a beleza natural dos ingredientes e sabores que combinam delicadeza e potência, na medida certa. “A minha mãe é brasileira, meu pai nasceu no Iraque, era piloto de avião e me levou para conhecer todo o mundo. Eu trouxe para o Grace’s referências dessas minhas memórias afetivas, mas sempre com um toque mineiro, para o cliente reconhecer o ingrediente de uma maneira que nunca antes experimentou”, revela Yousef.



Porco moura maturado - Graces - crd Victor Schwaner



A proposta é fazer uma comida guiada pela culinária de fogo - na lenha e no carvão - e técnicas de fermentação, em cardápios sazonais trocados periodicamente para aproveitar os melhores ingredientes da estação sem nunca cair na mesmice. O menu de estreia se divide em “Pequenas mordidas”, “Pratos menores”, “Pratos Maiores” e “Postre”. “Em Londres, é muito comum este estilo de cozinha de opções menores, compartilháveis e com preços mais acessíveis, que permite ao cliente fazer como uma mini degustação de vários ítens do cardápio. Quisemos trazer essa liberdade maior para que quem venha ao Grace’s possa escolher o formato que preferir, ao contrário da maioria das casas no Brasil, que oferecem porções enormes, a preços altos e que satisfazem com um prato só”, explica o chef.



Croquete de queijo e cogumelos - Graces - crd Victor Schwaner



Entre os destaques, estão o pão de queijo, requeijão da casa, truta defumada e picles de pepino; os croquetes de queijo e cogumelos defumados com ketchup de pimentão; o pão frito, porco na lata, cebola caramelizada e picles; um surpreendente chuchu fermentado na brasa com salsa crioula e corutos; a Tortilla argentina com queijo, refogado de verduras e salada de ervas; porco Moura maturado, chorizo fresco, creme de batata baroa, roti suíno e salsa verde; pigs-in-blankets, molho de pimentas fermentadas e agridoce de mexerica; a galinhada ao forno à lenha, com peito de frango confit e salada de ervas; a lasanha vegetariana, castanha de caju e pesto de PANCs; e o bolo tres leches de fubá, creme diplomat e picles de mexerica. "Os ingredientes podem até parecer humildes, mas têm uma elaboração absurda. Não há nenhum prato que possa ser feito nem de um dia para o outro, porque levam fermentações, marinadas e outras técnicas demoradas que conferem níveis complexos de sabor”, ressalta.



Bolo tres leches de fubá- Graces - crd Victor Schwaner



A criatividade de Yousef também aparece no cardápio de coquetéis autorais, para o qual desenvolve infusões e xaropes próprios. Graciana é o nome da interpretação do chef para a Caipirinha e leva cachaça infundida na casa, rapadura e limão cravo. "Os drinks permitem uma forma de aproveitamento integral de vários insumos usados no restaurante. Por exemplo, fazemos um xarope de tangerina aproveitando as cascas das frutas que usamos no menu, e os talos de cenoura se tornam um xarope muito parecido com o mel, em uma técnica inspirada no falso mel que era feito de salsa, na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial”, conta o chef. Esses preparos dão vida a bebidas como Anise, com Bacardi 7, vermute, limão, mel e anise; e Sunset, com vodka, Campari, tangerina, hortelã e limão.



Lasanha Vegerariana - Graces - crd Victor Schwaner




O Grace’s Cozinha é resultado da formação do chef na Le Cordon Bleu London, e o trabalho em restaurantes premiados como o Native, dos chefs Ivan Tisdall-Downes e Imogen Davis, e o estrelado Brat do chef Tomos Parry, também na cidade inglesa. Mas o amor pela gastronomia começou muito antes, já que no ano de seu nascimento, seus pais abriram uma churrascaria brasileira em Londres e Yousef passou a vida inteira rodando pela cozinha e pelo salão do restaurante. As experiências o levaram a começar a conceber seu restaurante próprio que, inicialmente, seria na Inglaterra. Em homenagem a sua avó, a casa se chamaria Graciana, e teria um menu muito brasileiro, com pratos tradicionais mineiros e nordestinos. Por conta das instabilidades políticas e econômicas na Europa, resolveu trazer o projeto para o Brasil, para onde pensou no contrário como diferencial: um restaurante de formato mais europeu e o nome-homenagem agora em inglês - Grace’s.



Pão assado na hora - Graces - crd Victor Schwaner




SERVIÇO:

Grace’s Cozinha

Rua Bernardo Guimarães 2044 - Lourdes

Terça a sábado - 17h30 às 23h

Domingo - 11h30 às 17h30


Informações pelo instagram: @graces_cozinha


bottom of page