• espaco horizonte

ESTRÉIA DA COLUNA SABORES E SABERES COM DAVID VALDEZ DE FARIA




Me chamo David Luiz Valdez de Faria e honrosamente assinarei a Coluna “Sabores e Saberes” do Jornal Espaço Horizonte, para tanto, farei uma breve, porém curiosa apresentação pessoal de minha vivência com a gastronomia.


Sempre defendi que “cozinhar é um ato de amor”, assim como partilhar conhecimentos, experiências e histórias, sendo pois, estes os temas centrais que tratarei em meu espaço.


Tudo na vida existe por uma finalidade e a comida em si, muito mais que nos dar o sustento é a base de muitas de nossas vivencias. Quem não se recorda do cheiro de um bolo assando na casa da avó, da mesa posta para o almoço de domingo, do sabor do sorvete que vendia na escola?


A comida, agrega, nos proporciona afeto, nos remete a momentos felizes e nos proporciona enorme prazer.


À frente de um bistrô que surgiu durante a pandemia e que mesmo diante do árduo período que enfrentamos resistiu, “a comida” foi a base para sua manutenção e crescimento.


Me recordei de duas memórias que me são muito vivas e que são atreladas ao que ouvia durante a infância. A primeira de minha bisavó Assunção Valdez, que durante a revolução no Paraguaio se desfez de joias , de suas “onças de ouro e libras esterlinas” e tudo mais que possuía para comprar comida e de minha mãe dizendo que “independente da situação que fosse, comida, saúde e educação, eram ramos de extrema importância e necessidade” e nas duas lembranças, “comida” estava presente.


Foi então que decidi, que mesmo naquele cenário totalmente incompatível, trabalharia com comida, porém comida com sabor e conhecimento, muitos trazidos de vivencias e tantos outros de pesquisas e estudos.


De maio de 2020 até setembro daquele ano, quando houve a reabertura parcial do comércio, criei todos os finais de semana um Menu diferente, com inspirações, ingredientes, temas e pratos diferentes. Cada menu tinha sua própria característica, muitos dos pratos acompanhavam fotos para serem montados em casa, pois o serviço era exclusivamente delivery, contudo, todos possuíam sua própria história.


Naquele período e no seguinte em que tudo era instável, apresentei desde comida indígena ao menu do último casamento real britânico. Me inspirei no livro “As mil e uma noites” para um cardápio de comida árabe, busquei nos filmes pratos que desejava comer e até mesmo a sopa azul do filme “O Diário de Bridget Jones” eu servi.


Quando imaginava que não haveria mais onde inspirar-me, vinha uma nova ideia, cujos saberes adquiridos nos estudos, viagens e pesquisas foram a base indiscutível de todo caminho traçado até aqui.


Sabores e Saberes é pois, o nome de minha nova coluna, e curiosamente, tais palavras fazem parte, como contado até aqui, de minha história!