top of page
  • Foto do escritorespaco horizonte

Clássica ou moderna, só existe uma cozinha: a boa!




Nascido em 11 de fevereiro de 1926 em Collonges-au-Mont-d'Or (região metropolitana de Lyon), o grande Chef Francês Paul Bocuse faleceu aos 20 dias de janeiro de 2018.


Foi um dos chefs mais proeminentes associados à “nouvelle cuisine” (nova cozinha), que é menos opulenta e calórica do que a culinária tradicional clássica e enfatiza a importância de ingredientes frescos de alta qualidade.


Em 1975 criou sua famosa sopa de trufas para um jantar presidencial no Palácio Elysée. Desde então, a sopa foi servida no restaurante de Bocuse perto de Lyon como "Sopa V.G.E.", sendo VGE as iniciais do presidente da França à época Valéry Giscard d'Estaing.




O saudoso Chef Paul Bocuse em sua cozinha de Lyon




Em sua carreira obteve 3 estrelas Michelin, além de abrir restaurantes nos Estados Unidos e no Japão. Fundou um império gastronômico: criou um instituto com seu nome, onde dava aulas de cozinha, publicou livros de receita, traduzidos para dezenas de idiomas, e lançou um concurso internacional de gastronomia chamado Bocuse D'Or, que mobiliza cozinheiros no mundo inteiro.


Tive a honra de conhece-lo e obter um pouco de sua grande sabedoria e quando de nossa despedida me deu a receita de sua famosa sopa com uma dedicatória “David avec grosses bises. Paul Bocuse” (David com grandes beijos Paul Bocuse), a qual reencontrei em um caderno antigo de receitas que escrevi e que minha Mãe guardava.



Receita da famosa Sopa de Trufas VGE que me foi dedicada por Paul Bocuse




Um de seus discípulos no Brasil é o chef Francês Laurent Suaudeau que também tenho a honra de chamar de mestre e que me dedicou dois de seus livros. A memória de Bocuse sempre é por nós celebrada com a máxima que o mesmo tanto exaltava “classique ou moderne, il n’y a qu’une seule cuisine ... la bonne” , título deste artigo.



Chef Laurent Suaudeau e eu defronte a iconica foto do Mestre Paul Bocuse





Foto da capa: Em 1975, Bocuse recebeu a Ordem Nacional da Legião de Honra (a mais importante condecoração honorífica francesa) do presidente francês Valery Giscard d'Estaing.

bottom of page