top of page
  • Foto do escritorespaco horizonte

Todos os Caetanos




Exposição de obras feitas com técnicas de colagem homenageia Caetano Veloso.

Belo Horizonte é a primeira capital a recebê-la.


Do tropicalismo aos dias de hoje


Quem curte artes plásticas e é fã do grande compositor e cantor baiano Caetano Veloso certamente não vai deixar de visitar a exposição “Todos os Caetanos”, da artista Giovana Carvalho, que trabalha já há anos com colagem digital, aquarela, fotografia, arquitetura, design e brasilidade. A mostra ocorre de 14 de abril a 15 de maio, no Grande Hotel Ronaldo Fraga, e vai contar com uma série de 14 obras nas dimensões 70cm x 70cm, enfocando a história de Caetano Veloso nas diversas etapas de sua vida. Belo Horizonte é a primeira cidade a receber esta exposição, e foi escolhida pela artista, porque, foi quando morava aqui, que ela começou a criar suas primeiras colagens, em 2011.


Artista Giovana Carvalho



As obras foram concebidas entre os anos 2020 e 2023 e mostram a passagem do tempo na vida do cantor (do jovem tropicalista ao senhor de hoje), mas sempre procurando manter a essência do artista, além de destacar trechos de músicas que Giovana ouvia enquanto criava suas colagens. Todas os trabalhos envolvem a técnica de colagem digital, aquarela e fotografia impressas em tecido. A ideia da impressão das colagens em tecido (sugestão do estilista Ronaldo Fraga) foi bem recebida por Giovana, tendo em vista que as artes ficarão suspensas, maleáveis e fluidas no espaço.


Artista Multicultural


Giovana Carvalho nasceu em Teresina, no Piauí, mas pode-se dizer que é uma artista de todo o Brasil. Filha de mãe (Sirley) piauiense, fã de Caetano, de poesia e de museus, e de pai (Giovani) gaúcho de Santo Ângelo, que desenvolvia trabalhos manuais em casa (além de ter irmãos artesões que produzem desde facas artesanais até costuras de panos de prato), desde cedo, portanto, conviveu com as diferenças culturais brasileiras.


Assim, desde sempre foi acostumada a conviver tanto com uma cuia de chimarrão quanto com um cálice de cajuína. A artista já morou em vários estados, o que deixou seu repertório cultural, visual e histórico amplo e cheio de detalhes. Além de Teresina, ela já morou em capitais como Recife, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo. Do sul ao nordeste sua visão esteve constantemente atenta quando o assunto era arte, arquitetura e design. Giovana sempre teve que se adaptar aos diferentes lugares e sempre usou a arte e o design como formas de sobrevivência criativa por onde passou.



Artista Giovana Carvalho



A arte, de fato, entrou em sua vida aos 9 anos, em 2009, no Rio de Janeiro, quando pediu aos pais um cavalete, quadros e tintas para pintar casas coloniais brasileiras. A partir daí, surgiu não somente o interesse pela arte manual, mas também por aulas de teatro na escola em que estudava. Somente 2 anos depois, na sua quarta mudança de cidade, já em Belo Horizonte, que o interesse por aulas de scrapbook, quando realizou suas primeiras colagens aos 11 anos, foi intensificado. Entre 2014 e 2015, já em Porto Alegre e ainda com muita paixão pelas artes e expressões, ela participou de alguns processos seletivos para a série Juacas da Disney, quando aprendeu a decorar textos e a encenar para câmeras. Em 2018 Giovana iniciou seu curso de Arquitetura e Urbanismo em Porto Alegre.


Foi em 2020 que, definitivamente, seu isolamento dentro de um quarto e suas vontades criativas fizeram com que a artista usasse os programas de pós-produção da faculdade de Arquitetura e Urbanismo para fazer mais de 300 colagens digitais de mulheres desconhecidas na internet, fazendo um movimento online que se chamou “VOAR”. Giovana inseria de forma voluntária, nas imagens das mulheres em período de pandemia, asas, texturas, glitter e cores, para que as pessoas se sentissem um pouco melhores naquele período intenso de isolamento social. Assim, criou seu Instagram e um projeto onde postava todo dia cerca de 10 colagens no @collagegio. Além disso, Giovana imprimiu todas as artes que estava desenvolvendo neste período de isolamento e colou em todas as paredes de seu quarto, descobrindo, além da colagem digital, a técnica de lambe-lambe. Seu quarto ficou mais colorido e a sua cabeça cada vez mais sedenta por criar.


Poucos meses depois a página @caetanoefoda, de Francisco Taboza, enviou uma menagem em seu direct para ela participar, juntamente com Marcos Nauer, diretor, roteirista e ator, de um projeto onde fazia-se colagens e artes digitais de músicas e álbuns de Caetano Veloso.


Ronaldo Fraga, que além de estilista e designer é fã de Caetano Veloso, se interessou por uma dessas artes feitas por Giovana e entrou em contato com ela. Foi assim que a exposição “Todos os Caetanos” começou a tomar forma para desembarcar agora, em abril, na capital mineira.





Artista Giovana Carvalho




Serviço


Exposição “Todos os Caetanos”

Trabalhos realizados com técnicas de colagem digital, aquarela e fotografia impressas em tecido


Quando: de 14 de abril a 15 de maio


Horário: de 11hs às 15hs


Onde: Grande Hotel Ronaldo Fraga


Rua Ceará, 1205, bairro Funcionários


Entrada livre


Fotos: arquivo pessoal Giovana Carvalho




Matéria publicada no Jornal Espaço Horizonte

Fonte: Vero Comunicação


Comments


bottom of page