top of page
  • Foto do escritorespaco horizonte

O vinho amarelo


O vinho amarelo
O vinho amarelo

Vivemos em um mundo colorido. O termo vinho verde tem colocado dúvidas na cabeça de muita gente: afinal, é um vinho com cor AMARELA?


Dando continuidade aos nossos artigos para explicar melhor o termo, vamos falar das razões e porque são “amarelos”.



 Vinhos amarelos
Vinhos amarelos


.

Ao primeiro olhar, ou ao primeiro sentir aromas e provar em boca uma taça de vinho amarelo pode muito bem parecer o tipo de vinho que você deve devolver a garrafa por imaginar que ele está com defeitos.


Você pode se perguntar se ele é assim mesmo, ou talvez tenha avinagrado, oxidado, mas o vinho amarelo não é um defeito de néctar de uva, nem deve ser devolvido.


O vinho amarelo, também conhecido como “Vin Jaune”, é um vinho especialmente produzido na região de Jura, na França, e pode ser comparado com um Jerez seco, embora o vinho amarelo não seja um vinho fortificado como os Jerezes.



A região francesa do Jura ficou um tempo no esquecimento dos apreciadores de bons vinhos. Localizada abaixo das montanhas suíças que separam a França da Suissa, cerca de 100 km ao leste da Borgonha, a região de Jurrá (em francês) sempre foi conhecida por seu “Vin Jaune” este vinho amarelo, de caráter oxidativo.
A região francesa do Jura ficou um tempo no esquecimento dos apreciadores de bons vinhos. Localizada abaixo das montanhas suíças que separam a França da Suissa, cerca de 100 km ao leste da Borgonha, a região de Jurrá (em francês) sempre foi conhecida por seu “Vin Jaune” este vinho amarelo, de caráter oxidativo.


A região francesa do Jura ficou um tempo no esquecimento dos apreciadores de bons vinhos.


Localizada abaixo das montanhas suíças que separam a França da Suíça, cerca de 100 km ao leste da Borgonha, a região de Jurrá (em francês) sempre foi conhecida por seu “Vin Jaune” este vinho amarelo, de caráter oxidativo.



Vila de Arbois na Região de Jurrá na França
Vila de Arbois na Região de Jurrá na França


Feito a partir de uvas Saviganin, uma variedade branca na família Traminer, envelhecida em barris por mais de 6 anos, o que ajuda a dar sua cor vibrante amarelo dourado, caminhando para âmbar. O vinho passa por um processo de vinificação bastante interessante, pois seus barris não são totalmente preenchidos como a maneira padrão, deixando uma parte em contato com o ar, e então, uma camada de levedura cultivada chamada “Voile” (Véu), cria sua própria "capa" isolando o vinho embaixo da extrema oxidação por contato com o ar.


Esses barris são mantidos em adegas propensas a flutuações de temperatura, outra característica única do processo de criação de vinho. A camada de leveduras leva cerca de 3 anos para se desenvolver.



Pesquisa revela que uva savagnin blanc é mais antiga do que se pensava
Pesquisa revela que uva savagnin blanc é mais antiga do que se pensava


Esse processo exclusivo de vinificação e condições duras de envelhecimento do vinho fazem deste um vinho delicado que precisa estar sob vigilância constante pelos enólogos. Existe a possibilidade da “Voile” do vinho se transformar em um defeito conhecido como acidez volátil.


O vinho é caracterizado por aromas e sabores de nozes, e é particularmente bem harmonizado com pratos salgados, como pratos de carne frango. Também é bom companheiro para o queijo Comté local, nativo da mesma área em que o Vinho Amarelo é produzido, a região de Franche-Comté.



Vin Jaune
Vin Jaune


Se você decidir provar uma taça de “Vinho Amarelo”, ficará feliz em saber que, graças às duras condições de oxidação que este vinho pode facilmente ser armazenado com sua garrafa aberta por alguns dias. 




Royal Vin Jaune
Royal Vin Jaune

Matéria: O vinho amarelo

de Márcio Oliveira

Comments


bottom of page