• espaco horizonte

Praça do Japão em Curitiba




Em uma cidade arborizada e com várias praças lindíssimas, vale ressaltar que, agora no inverno, no princípio do mês de julho foi quando aconteceu a florada das cerejeiras, um espetáculo à parte que entre o desabrochar e o auge das flores leva, apenas de 10 a 15 dias.

E para as pessoas que estiveram como turista em Curitiba, assim como eu, ou os próprios moradores da cidade, esta foi uma oportunidade única no ano para se encantar com as cores da “sakura” - como também é chamada a cerejeira aqui na cidade.


E um dos lugares que se pode ter a visão deste colorido tão atraente, é na Praça do Japão, no bairro Água Verde, em Curitiba.







A praça possui cerca de 30 cerejeiras que vieram diretamente das terras nipônicas e que estão nos 14 mil metros quadrados de um paisagismo que homenageia a imigração japonesa em Curitiba e que segue as linhas tradicionais dos jardins japoneses.


Possui um lago de carpas, várias esculturas, uma homenagem a Buda, além de biblioteca, cerimonias de chá e feirinhas de alimentos orgânicos.








A praça foi construída por imigrantes que chegaram na região por volta de 1910. Depois foi executado um projeto que se iniciou em 1958 e foi concluído em 1962. Em 1993 passou por uma reforma com inclusão do Portal Japonês e do Memorial da Imigração Japonesa.


A Praça do Japão fica entre as avenidas Sete de Setembro e República Argentina, no bairro Água Verde e é a oportunidade de ver o fascinante colorido das árvores e agregar a elas, como no Japão, o símbolo da prosperidade.


E se você pretende passar férias no próximo mês de julho em Curitiba, vale a pena conhecer a Praça do Japão para apreciar este espetáculo anual.