• espaco horizonte

Escritor Juliano Ozga lança o livro Pajadas Perdidas




Pajadas Perdidas é o oitavo livro lançado pelo escritor “gaúcho de alma e mineiro de coração” por escolher Minas Gerais para Viver, Trabalhar e Casar.


Pajada, no original espanhol payada, uma forma de poesia improvisada que vigora na Argentina, no Uruguai, no Chile e no sul do Brasil, exatamente da terra do escritor Juliano Ozga, nascido no estado do Rio Grande do Sul, conterrâneo do pajador Jayme Caetano Braun que difundiu a poesia/pajada pampeana, improvisada em décimas, com a fala de campo e que aborda temas sociais e com raízes na oralidade.


O livro “Pajadas Perdidas” é uma seleção de poesias e versos com a temática da pajada gaúcha, poesia das missões jesuítas, e que faz um reencontro da época de criação com a escrita poética, que marcou uma linha de fronteira entre o estudo poético e filosófico. A obra é, ao mesmo tempo, uma busca por memórias e saudades do meu “pago” (local de nascimento ou de criação) que é a cidade de São Luiz Gonzaga.

“Pajadas Perdidas” é a inspiração do movimento que faz referência à figura do pajador, “o homem que canta livre”. O livro traz ilustrações do próprio autor, que concebem suas ideias em algumas pajadas, como: A Sabedoria do Amor, Sons da Luz, Força Vital e Sete Caminhos.


O “Pajadas Perdidas” é uma homenagem ao Grande Mestre da Pajada do RS e do Brasil, Jayme Caetano Braun, denominado pelo autor, como Filósofo dos Galpões, e dedicado ao amigo, Luiz Gonzaga Peixoto da Rosa, Baiquara, in memoriam, que também andou pelos pagos de Minas Gerais e ao amigo que inspira histórias e testemunhos, Patrick Welter de Moraes, “O Feiti Mestre”.


Juliano Ozga é escritor e editor independente registrado na Biblioteca Nacional do Brasil, e mestre em Estética e Filosofia da Arte na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). O autor possui livros publicados em diferentes gêneros literários, como poesia, romance e ficção, além do gênero acadêmico de sua formação. As obras podem ser encontradas na plataforma da Amazon, www.amazon.com.br, tanto como livro físico, quanto no formato e-book.


Mais informações sobre o livro Pajadas Perdidas e da Editora AERE ERET, acesse: https://editora-aere-ret.negocio.site/



Texto: Patrícia de Souza Ozga.

Foto: acervo pessoal do autor


Matéria no Jornal @espacohorizonte

Por @rachelcapucio