01 - CAPA 00.jpg

jornal

espaço

horizonte

adriana.jpg
  • espaco horizonte

Chapéu Paris: queridinho das famosas é criação artesanal da Malu Pires



A palavra chapéu vem do vocabulo latim "Cappelus", de cappa e significando proteção de tecido para cobrir a cabeça. Os primeiros modelos datam de Cerca de 3000 a.C.


Na Mesopotâmia , surgem os chapéus que trazem um misto de elmo com capuz, que uns mil anos depois (2.000 a.C.) e evolui para um formato mais aprimorado. Torna-se, neste mesmo período, um adereço de dignidade, nobiliárquica, militar e sacerdotal do Antigo Egito . Também eram utilizados pelos gregos em viagens como forma de se protegerem do sol. ...


O chapéu adquiriu um tom conceitual no visual e desde então tem sido muito utilizado no mundo da Moda!


E foi pensando nisto que a Malu Pires investiu nesta moda, apostando no chapéu.


Um acessório em palha versátil e inspirado na sofisticação francesa.






Falar de chapéu, proteção e muito estilo são sinônimos do chapéu Paris. Criado pela empresária Malu Pires, conquistou as famosas, incluindo atrizes e influenciadoras digitais, como Flávia Alessandra, Vera Viel, Ana Paula Siebert Justus, Larissa Manoela, Juliana Paes e Mariah Bernardes Maia.


O best seller da marca garante uma transição do clássico para o moderno. É feito à mão e tem linhas inspiradas na sofisticação francesa. Apresenta aba e topo retos, em diferentes tamanhos, até o chamado “Le Grand”. Tem a versão tradicional e a “Monet”, com detalhes em viés na borda.









Disponível em palha, juta e tecido (linho), é versátil. Pode incrementar o visual tanto na praia quanto em ambientes urbanos. “O chapéu não é só para a praia, e conseguimos criar o conceito de que o acessório em palha transita bem na cidade ou em qualquer ocasião. Afinal, podemos ter peças fashion e funcionais ao mesmo tempo”, declarou a fundadora da marca.





Com design macio, confortável e respirável, está disponível do PP ao GG. Colorido ou na cor de palha, acompanha faixa na cor da escolha do cliente, podendo ser personalizada com letras bordadas.





“Os chapéus por si são capazes de acrescentar personalidade a qualquer produção. Coloridos ou na cor de palha, o acessório icônico é presença obrigatório em qualquer guarda-roupa”, opinou Malu.


Para as donas de rosto pequeno que querem entrar na moda, a dica é deixar os modelos grandes de lado para não “sumir” sob eles. Rostos grandes também não combinam com abas pequenas, porque o resultado é desproporcional.


Na hora da escolha, leve em conta também o evento. O chapéu deve diminuir de tamanho à medida que o dia avança – portanto, embora um chapéu de abas largas seja adequado para um evento pela manhã ou à tarde, ele é considerado exagerado para ser usado na parte da noite.





Conheça a Malu Pires


A grife do chapéu Paris nasceu em Rio Verde, no interior do Mato Grosso do Sul, da paixão por chapéus e pela moda. É conhecida tanto pela qualidade extraordinária de suas peças quanto pelo estilo inconfundível.


Com cerca de quatro anos de mercado, cresceu rápido e se consolidou apostando também em releituras de modelos tradicionais, como Panamá e Hawaii. Produz ainda bolsas de tamanhos variados (das clutchs às maxi) e faixas para incrementar os chapéus.


A produção é toda artesanal, da obtenção da matéria-prima (palhas de buriti e carnaúba, normalmente) até a confecção das peças, que podem levar até 10 dias para ficarem prontas. As artesãs são de regiões agrícolas locais, ajudando a alavancar a economia da região.


A venda é feita online, pelo site da Malu Pires : www.malupires.com.br


Confira as novidades também por meio das publicações do Instagram: @malupires