top of page
  • Foto do escritorespaco horizonte

BH ganha festival inédito que exalta a cultura Hip-Hop, o Rap Game


Evento será realizado no Mineirão, dia 25 de março, com 12 horas de música e mais de 25 atrações como: L7nnon, Poze do Rodo, Djonga, Orochi e muito mais.


A capital mineira se transformou em um grande celeiro de artistas do rap nacional, é impossível falar em cultura Hip-Hop sem remeter aos Duelos de MCs e aos grandes nomes da cena.


O gênero é uma das principais expressões culturais da cidade, ele dá voz às minorias e aborda questões sociais, que são temas presentes nas periferias. Belo Horizonte conta com uma cena muito ativa que movimenta a cultura do rap local.


É por essa razão que a cultura Hip-Hop vai tomar conta de Minas e Belo Horizonte vai se transformar na capital do rap no mês de março.

A cidade vai ser palco do maior evento de rap do estado, o Rap Game, que acontece no dia 25 de março, no Mineirão.


Com a proposta de ser um evento inovador, que une música e outras formas de expressão da cultura Hip-Hop, como dança, grafite e moda, o Rap Game vai trazer grandes atrações nacionais, além de valorizar os artistas locais e promover a inclusão social e a diversidade cultural.



Mansão Criativa - Artista OG Capitu




Serão 12 horas de música, com mais de 25 atrações: L7nnon, Yunk Vino, Poze do Rodo, Orochi, Chefin, Bin, BK, Hyperanhas, Djonga, Recayde Mob, Tasha e Tracie, MV Bill, Sidoka, VEIGH, Raffa Moreira, Major RD, Mc Marechal, Luccas Carlos, Dj Zeu, Clara Lima, Hutter, Das Quebradas ft. Sandrao RZO e muito mais.

O festival acontece na Esplanada do Mineirão, conta com dois palcos e é dividido em três setores: Pista: conta com diversas ativações para curtir ainda mais o festival, área especial de alimentação, locais de descanso e uma loja com itens exclusivos do Rap Game;

Front Stage: espaço com vista privilegiada do palco, que aproxima o público dos artistas, também possui acesso à pista.

Camarote: com classificação de 18 anos, é open bar (água, refrigerante, cerveja, vodka e suco), espaço com localização privilegiada e banheiros exclusivos, possui acesso à pista e ao front stage.


Os ingressos podem ser adquiridos na plataforma Showpass, através do link: https://showpass.com.br/rapgame


Para DJ Zeu, um dos organizadores, "o diferencial de BH no cenário do Rap nacional está na diversidade e qualidade dos artistas locais, que trazem uma linguagem própria e uma forma única de expressar sua arte. O Rap Game é uma celebração da música e da cultura Hip-Hop, que busca dar aos amantes do gênero uma experiência única e inesquecível".

O Rap Game entende sua importância para o cenário local e nacional, já que traz visibilidade para a cultura do rap em Minas e ajuda a promover a cena local. Além de ser uma oportunidade para o estado mostrar o seu potencial cultural e artístico para o país e o mundo.




Conheça os artistas:

OG Capitu - uma grande representante da música undergroud, a artista é referência do gênero feminino e surpreende com seu flow e letras fortes.


Mac Richa - diretamente de Paraopeba, chega no game variando nos subgêneros, como o plug, Drill e no melody. Como artista independente buscando seu lugar na cena, vem ganhando alcance e mais popularidade lançando singles solos, feats nacionais e internacionais.


Weeze Cooker - é um dos grandes produtores musicais de trap de Belo Horizonte, o artista acumula produções com dezenas de grandes nomes como Djonga, Mc Xenon, Saci, X Sem Peita e vários outros.


Sadoff - é a nova aposta do trap e vem acumulando fãs por BH. O artista faz parte do grupo Haze Club e já chegou a se apresentar em grandes festivais.


Oliver - apareceu na cena após viralizar o hit “Tô cuidando de mim”. O refrão chiclete entrou na mente dos mineiros e se tornou referência de lifestyle e melodia. Após o sucesso, Oliver lançou seu ep 20um com vários feats locais integrando estilos e histórias.


Vitor Akin - é referência em Drill, vertente do trap que vem ganhando muita força entre os jovens e apaixonados pelo gênero. Com um movimento ritmado e beats sobrenaturais, Akin vem ganhando força na cena e se destacando.


Sarah Sampp - tira inspiração de sua ancestralidade, sendo fruta de uma família musicista. Começou a escrever poesia em 2018, após a morte de Marielle, se tornando membra do Coletivo Pretas Poetas. Logo se identificou com o gênero hip hop, e a partir daí começou a escrever músicas, baseadas em suas vivências na periferia de BH.


Zampi 29 - vem da região noroeste de Belo Horizonte e teve sua primeira experiência com a música aos 7 anos. Artista autodidata, toca mais de 8 instrumentos e aos 17 teve seu primeiro contato com o Trap. Desde então, busca trazer uma mistura de sons metálicos e melodias harmônicas, mesclando o ritmo do trap com outros diversos estilos musicais.


Lowz - conhecido como "o novim das love songs", Lowz possui a sonoridade marcada pela melodia acústica no Rap.

Em 2019, lançou o álbum de estreia "Vibes", e, ao misturar timbres de Pop com o Rap, chamou bastante atenção do público em geral emplacando hits como: "Libertina", ao qual atingiu mais de 8 milhões de plays no Spotify.


Jovem Cae - também conhecido como Caetano é do interior de Minas Gerais. Criou a roda de rap da cidade de Ibia que se tornou a faísca para a cena local da região. Em BH participa de grandes eventos de rap representando sua cidade com sons de Trap, Drill e Detroide.


LocDog - Pioneiro do Trap mineiro vem se destacando a mais de 10 anos em sua carreira. Ator, cantor, compositor, dançarino e produtor, possui um leque de diversidade cultural.


Lua Zanella - travesti, preta e bacharel em Cinema e Audiovisual. Lua cresceu em Contagem e lançou seu primeiro trabalho solo em 2018, com clipe lançado em seguida, com a música Popotchão. A artista busca levar divertimento ao público, ao mesmo tempo que retrata suas vivências travestis e discussões políticas acerca do corpo, da heteronormatividade, dentre outros assuntos.


LS O Cria - nascido e criado na Vila Ventosa , situada na região oeste de BH. Aos 12 anos ingressou no mundo da música e hoje entra na cena do rap com com faixas que passam a visão da realidade da favela.


Kauê Machado - com mais de 10 anos na cena do Rap MG, hoje representa o drill de BH com muita versatilidade. O foco do artista é fazer letras únicas, intensas, que convidam os fãs de rap a se transformarem sempre em algo mais.


1Berto - é DJ e Beatmaker de Belo Horizonte/MG. Como produtor musical, já participou de projetos com artistas como Sidoka, Slipmami, Pexande, ViniJoe e muitos outros. Hoje, acumula 20 mil ouvintes mensais no Spotify.


MC B2 - é o mestre de cerimônia oficial da maior festa hip hop do Brasil, a Classics Hop Hop. Trás uma energia espontânea com um estilo totalmente único, é músico, compositor e versátil na arte da dança.



Serviços - Rap Game


Data: 25 de março (sábado)


Local: Esplanada do Mineirão - Av. Abraão Caham, 1001


Horário: a partir das 12 horas



Pista - a partir R$80,00 (meia/meia solidária) e R$160,00 (inteira)


Front Stage - a partir R$110 (meia/meia solidária) e R$220,00 (inteira)


Camarote - a partir R$250,00 (meia/meia solidária feminino); R$280,00 (meia/meia solidária masculino) e R$500,00 (inteira/feminino) e R$560 (inteira/masculino)


Classificação: Pista - 12 a 14 anos (acompanhado pelos pais)

Front Stage -14 anos

Camarote - 18 anos




Comments


bottom of page