top of page
  • Foto do escritorespaco horizonte

BH Airport é o aeroporto mais sustentável do Brasil



Premiação foi concedida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em evento, em Brasília, nessa quarta-feira, dia 21 de junho

O BH Airport acaba de ser reconhecido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) como o aeroporto mais sustentável do Brasil, na categoria acima de 5 milhões de passageiros. O terminal internacional mineiro recebeu a pontuação mais elevada entre os participantes da Edição 2022 do Programa Aeroportos Sustentáveis.

“A conquista do prêmio de aeroporto mais sustentável do Brasil demonstra o nosso compromisso com o meio ambiente e com a comunidade em que estamos inseridos. O reconhecimento é resultado dos nossos esforços contínuos para adotar práticas sustentáveis e minimizar os impactos ambientais. Estamos honrados em receber essa premiação”, ressalta Daniel Miranda, CEO interino e diretor Administrativo-Financeiro do BH Airport.

O Programa Aeroportos Sustentáveis tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento e aprimoramento de melhores práticas de sustentabilidade nos aeroportos, bem como avaliar a maturidade em gestão ambiental nos terminais brasileiros. A participação é voluntária e a pontuação leva em conta o atendimento aos critérios voltados para a gestão ambiental, da energia elétrica, dos recursos hídricos, de resíduos, das mudanças climáticas, da qualidade do ar e de ruídos.

Resultados concretos em 2022

Ao longo do ano passado, o BH Airport se dedicou em se fortalecer como um dos aeroportos mais sustentáveis do país e colocou em prática ações que buscam zerar as emissões diretas de carbono até 2050. As iniciativas foram avaliadas pela Anac para que o aeroporto fosse premiado.

Entre os projetos realizados está a implantação do 400HZ/PCA, equipamentos que fornecem energia elétrica e ar condicionado para aeronaves durante os serviços básicos de solo (embarque e desembarque). Em meados de 2022, foi iniciada a implantação em todas as pontes de embarque, o que já foi finalizado. Esse processo era anteriormente movido a querosene de aviação e também por geradores a diesel, e a mudança para o elétrico foi uma maneira efetiva de reduzir o consumo de carbono e também de diminuir o ruído no pátio.

A estimativa é que quando os equipamentos estiverem em plena operação, com adesão das companhias aéreas, haja uma redução de 40% das emissões diretas do BH Airport, o que representa uma redução aproximada de 450 toneladas de gás carbônico por ano. A previsão é que isso ocorra nesse segundo semestre de 2023.

De acordo com Dardânia Leite, gestora Administrativa e da Qualidade do BH Airport, o aeroporto foi pioneiro ao aderir ao programa de acreditação de carbono. "De 2017 até 2023, já reduzimos 65% das nossas emissões de gás carbônico, mais de 4.000 toneladas. Além disso, contribuímos com a preservação de uma área verde de 310 hectares de vegetação nativa, garantindo a proteção da biodiversidade local e regional", ressalta.

O aeroporto também possui certificação Cemig REC por uso de energia elétrica 100% renovável. O documento comprova que o consumo é realizado por meio de hidrelétrica, o que contribuiu para que seja energia limpa e segura.

“No aeroporto, o fortalecimento da trajetória ESG é uma realidade. Temos um compromisso com a região e com a sociedade e trabalhamos diariamente para reduzir as emissões, diminuir o consumo dos recursos naturais e fazer com que as operações aeroportuárias tenham impacto mínimo nas comunidades, o que reflete nos resultados. Ao longo deste ano, queremos fortalecer as boas práticas e buscar projetos que façam sentido na nossa jornada ESG”, conclui Daniel Miranda.


Sobre o BH Airport

Com localização estratégica e um dos principais hubs do país, o BH Airport atende a mais de 60 destinos nacionais e internacionais. Desde 2014, o aeroporto é administrado por uma concessão, formada pelo Grupo CCR, uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, e por Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça e considerado um dos melhores aeroportos do mundo, além da Infraero, estatal com experiência de mais de 40 anos na gestão de aeroportos no Brasil.


Comments


bottom of page